6 de outubro de 2017

Coxinha da Asa na Airfryer

Eu amo fazer coxinha da asa e sobrecoxa na airfryer. A pele fica crocante, a gordura escorre toda pro fundo do recipiente, e não preciso ficar cuidando tempo. Coloco ela lá e só abro de vez em quando pra mexer. Quando vejo que está douradinha no ponto que eu gosto, tiro.
Acredito que deva ficar mais ou menos uns 30 minutos!


Aí tem 1 kg de coxinha e essas eu temperei assim:
1 colher de sopa de sal
Suco de 2 limões
1/2 copo americano de água
1 dente de alho picado
1 colher de chá de cominho
Se você puder, tempere na véspera tá? Vai ficar bem mais gostosa!

Sempre perguntam a marca da minha airfryer e se gosto dela: A minha é Mondial modelo AF 01, e eu gosto muito! Acho que com o tempo ela perdeu um pouco a força de esquentar sabe? Demora um pouco mais do que no início. Mas depois que esquenta vai que é uma beleza!
Não tenho parâmetro de outras para fazer comparação, então não posso opinar se essa é a melhor em custo benefício, tá meninas?
Sei que tem a da Polishop que é bem mais cara que a minha, mas não a conheço para dizer se vale o investimento.

E eu não uso airfryer como fritadeira, nunca usei... Geralmente quando é pra fritar um alimento, eu frito mesmo, uai.
A airfryer pra mim é um mini forno mega potente.
Gosto de usá-la para alimentos muito gordurosos como: Sobrecoxa, bisteca, bacon, porque como falei lá em cima a gordura toda é drenada. Adoro fazer queijo coalho... Enfim. Não uso direto, mas uso!
E não notamos diferença na energia, já que essa é a maior dúvida de quem me pergunta sobre a airfryer.
Beijos!

Frango com Creme de Cebola

Gente, não tem cabimento o tanto que é maravilhosa essa receita!!!
É prato de domingo, de servir para visita, de impressionar o namorado ou a namorada... Vai por mim, sucesso total! Vegetarianos podem trocar o frango por couve flor cozida ;)
Ingredientes:
1 kg de filé de frango cortado em tiras grandes (pode ser o sassami, aí não precisa cortar)...
1 creme de cebola (já usei vários e achei o arisco o mais gostoso para essa receita)
1 lata de milho verde
1 caixinha de creme de leite
1 copo de requeijão cremoso
1 vidro de palmito picado (totalmente opcional)
Queijo muçarela para cobrir

Modo de fazer:

Tempere o frango com o creme de cebola pelo menos umas três horas antes do preparo. (eu temperei de manhã para fazer no jantar, isso fez toda a diferença, o frango ficou super saboroso!
Coloque também um meio copo americano de água, isso vai ajudar a dissolver o creme.

Não precisa temperar o frango com mais nada tá bom? O creme de cebola tem sal o suficiente. A não ser que na sua casa o costume seja de muito sal, vou dizer para colocar uma pitada, mas sugiro fazer uma vez para experimentar.
Frango temperado? Reserve na geladeira até a hora de preparar!

Disponha os pedaços de frango na assadeira, coloque o palmito picado por cima (se optar por ele) e em seguida o creme:

Bata no liquidificador o milho -com a água-, o creme de leite e o requeijão, e despeje por cima do frango. Dê uma ajeitadinha para o creme penetrar entre os pedaços de frango, cubra com queijo, salpique orégano ou salsinha, e leve ao forno por aproximadamente 40 minutos. Tem que olhar o aspecto porque varia de forno para forno!
O frango não fica cru de jeito nenhum se assar o tempo necessário. Se ficar na dúvida tire e corte um pedacinho para provar, mas você vai ver que ele fica com uma carinha de pronto quando está pronto rsrs
Beijo meus amores, não deixem de fazer essa receita!

5 de outubro de 2017

Risoto de Filé com Rúcula e Tomate Seco

Risoto delicioso para você ARRASAR com as visitas!


Ingredientes:
Azeite de oliva (2 colheres de sopa para a carne e 2 para o arroz)
Manteiga (1 colher de servir para a carne e 1 para o arroz) * pra falar a verdade eu nem meço tá gente? coloco de olho mesmo
2 caldos de carne
1 peça de filé cortada em tiras (mais ou menos o tamanho e largura do dedo polegar)
2 dentes de alho picados
1 cebola em cubinhos
4 xícaras de arroz arbóreo (a conta geralmente é 1 xícara para duas pessoas)
3/4 de xícara de vinho branco seco (não precisa ser vinho caro, tá bom? e você pode guardar na geladeira para fazer risoto ou outras receitas que ele não estraga)
1 pote de tomate seco picado (usei aquele pote de 180 g conservado em óleo, mas fica totalmente à gosto para mais ou para menos) descarte o óleo
1 caixinha de creme de leite
1/2 maço de rúcula lavado e picado (eu tiro aqueles talos maiores, se o maço for pequeno pode colocar inteiro)
Queijo parmesão e manjericão à gosto para finalizar
 

Modo de fazer:

1 - Antes de iniciar o preparo do risoto, dilua os caldos de carne em dois litros de água fervente e mantenha essa água quente para a hora do cozimento do arroz.

2 - Em uma panela, de preferência que seja mais larga, aqueça a manteiga e o azeite de oliva.

3 - Coloque o filé e não mexa até que comece a dourar por baixo. Quando começar a fazer aquele barulhinho de fritando, você vira! Não pode mexer com a carne antes porque senão vai criar muita água e ela vai cozinhar ao invés de fritar. Não encha muito a panela de carne, se preciso for, faça em duas ou três etapas. Quando ela estiver fritando, tempere com sal e pimenta do reino. Como esse processo demora um pouquinho, você já pode em uma panela a parte ir preparando o arroz.

Arroz:
4 - Aqueça o azeite e a manteiga e coloque a cebola para fritar.

5 - Quando ela estiver começando a dourar, acrescente o arroz e deixe fritar mexendo bem até ele ficar esbranquiçado.

6 - Acrescente o vinho e mexa bem até o arroz absorver todo ele.

7 - Agora é a hora de acrescentar o caldo de carne e ir mexendo. Coloque umas três conchas de caldo e mexa até o arroz absorver. Repita o processo até o arroz ficar al dente. Isso leva aproximadamente uns 25 minutos. É parte crucial para que o arroz libere o amido e o risoto fique cremoso!

8 - Arroz al dente, adicione a carne e mexa, depois o tomate seco e mexa novamente. Observe, se o caldo acabar e for preciso mais cremosidade ou o arroz não estiver cozido, você coloca mais água para esquentar e vai misturando ao arroz. Se necessário coloque mais sal também. Depois de acertar o sal e ponto do arroz, adicione o creme de leite e a rúcula e o risoto está pronto.
Para servir e montar um prato bem bonito, finalize com o queijo parmesão ralado e as folhas frescas de manjericão!
Prepare-se para muitos elogios!!

Sopa de Carne, Spaghetti e Repolho Roxo

Friozinho pede sopa!!
Na verdade qualquer ocasião pra mim pede sopa  ^^
Sopa é amor demais!
 
 
Essa eu fiz assim:
(as quantidades vocês adaptam para a necessidade)
  1. Esquentei um pouco de banha e coloquei uns sete cubos grandes de carne para dourar. A carne de sua preferência, músculo fica ótimo.
  2. Depois coloquei pra fritar junto uma cebola e dois dentes de alho picados
  3. Sal e orégano a gosto
  4. Água quente o suficiente
  5. Fechei na pressão por uns 40 minutos
  6. Abri a panela, provei e acertei o sal
  7. Depois coloquei uma cenoura picada
  8. Um punhado de vagem picada
  9. Uma abobrinha verde picada
  10. Um punhado generoso de spaghetti (depois quebrei ele em pedaços pequenos)
  11. Um pedaço de repolho roxo picadinho
  12. Deixei cozinhar tudo muito bem!
Ficou uma delícia!
 
Quem fizer me conta de gostou!!
 
 
 
 

Pão de Beijo

Esse é o famoso Pão de Beijo: Pão de Queijo sem Queijo!
#mineirosnãomematem #issonãoéumaheresia
É que ontem eu cozinhei aipim/mandioca, e estava sem saber o que fazer com o que sobrou.
Aí lembrei dessa receita que há muuuuito tempo não fazia e que adoro de paixão!

É uma opção maravilhosa para veganos e pessoas com algum tipo de intolerância alimentar. Não vai queijo, ovo, leite, nadinha de alergênicos. E mesmo assim, fica sensacional!


Ingredientes:
  • 1 xícara e 1/2 de mandioca (pode ser batata, batata doce, ou batata baroa) cozida e amassada (meça depois de amassar)
  • 1 xícara de polvilho doce
  • 1 xícara de polvilho azedo
  • 1/2 xícara de água
  • 1/4 de xícara de azeite de oliva
  • 1 colher de chá de sal
Modo de fazer:
Misture bem todos os ingredientes, faça bolinhas e leve ao forno pré-aquecido 180° até eles crescerem e começarem a rachar (eu deixo dar uma douradinha)
O tempo varia de forno para forno, observe o aspecto dos pães de queijo e você saberá que estão prontos
Rende 23 bolinhas (se as suas forem do tamanho das minhas)
Sugiro assar só o que for consumir e congelar o restante

Beijos!

Delícia de Uva

Essa pra mim é uma das sobremesas mais maravilhosas da face da terra!

Ingredientes:

1ª camada, creme branco:
1 caixinha de leite condensado
1 1/2 caixinha de leite (medida do leite condensado)
2 gemas passadas na peneira
2 colheres de sopa de amido de milho
1 caixinha de creme de leite

Modo de fazer:

Misture tudo muito bem (menos o creme de leite) e leve ao fogo até engrossar. Depois, adicione o creme de leite, mexa bem e coloque na travessa para ir esfriando.
Lave bem as uvas (eu prefiro a verde mas como só tinha a roxa sem semente, fui nela) se você não encontrar sem semente, tem que tirar todas
Corte-as ao meio e disponha sobre o creme branco já frio.

3ª camada, ganache:
2 caixinhas de creme de leite
2 barras de chocolate ao leite bem picadinhas (eu já passei a receita nas redes sociais com 1 barra de meio amargo e 1 de ao leite, mas prefiro assim com duas ao leite mesmo não gostando de sobremesas muito doces, mas faça a seu gosto) o tamanho da barra é aquelas tradicionais de mercado sabe? Nem pequena, nem de meio quilo. Eu não lembro em gramas, mas é aquela barra grande tradicional.

Modo de fazer a ganache:
Leve tudo ao fogo baixo até derreter, espere esfriar um pouquinho e cubra as uvas.
Leve pra gelar por no mínimo três horas antes de servir.
Pode substituir as uvas por morango que também fica delicioso!!

Um beijo!

16 de agosto de 2017

Polenta para Fritar

Faz tempo que quero compartilhar com vocês a minha polenta, como sempre faço de olho nunca postei com medo de dar errado aí. Hoje eu acertei bem as medidas e tô muito feliz de poder compartilhar!
Essas medidas são para fazer uma travessa grande de polenta, rende MUITO. Se você quiser menos, pode adequar as quantidades na mesma proporção. O copo medidor equivale a duas xícaras.
Quando quiser aquela polenta mole, é só deixar menos consistente acrescentando mais água, ou diminuindo a quantidade de farinha.
E tirar do fogo direto pra mesa tá bom? Tem que fazer pertinho da hora de servir.
 

Vamos a receita da polenta de fritar!
 
Ingredientes:
  • 3 copos medidores de fubá (aquele mimoso, fininho)
  • 3 copos de água fria
  • 3 copos de água quente
  • 2 colheres de sopa bem cheias de manteiga
  • 1 colher de sopa de sal (depois você prova e acerta se necessário, leia mais sobre o sal ali embaixo)
Modo de fazer:
  1. Misture o fubá na água fria até desmanchar bem as bolinhas
  2. Aqueça os três copos de água, coloque a manteiga e em seguida a farinha diluída
  3. Mexa bem! Ela cria uns gruminhos, você vai pensar que não vai dar certo mas continua mexendo com fé que dá certo sim!
  4. Coloque o sal e atenção: Quando você fizer polenta para fritar, NUNCA coloque sal de acordo com o seu paladar. Sempre PRA MENOS. Tipo, não pode ficar completamente sem sal, acerte até que fique saborosa mas sem exagero (deu pra entender?rs). Acontece uma macumba das brabas depois que a gente frita a polenta que apura o sal nível masterblaster. E se pesar a mão, o único jeito de consertar é fazer uma polenta sem sal à parte e misturar. Dito isso, voltemos à programação normal
  5. Mexa bem, vai formar um creme liso e começar a borbulhar (tome cuidado que respinga)
  6. Nesse momento você tampa a panela e deixa cozinhar em fogo baixo por 40 minutos. Eu de vez em quando abro a panela e dou uma mexida. É normal grudar embaixo, vai formar uma casquinha dourada que você remove facilmente deixando a panela de molho depois
  7. Coloque a polenta em uma travessa e deixe esfriar em temperatura ambiente (ela vai endurecer)
  8. Depois é só cortar e fritar!
 Beijos!